ARTIGOS PARA TIRO ESPORTIVO
EnglishGermanPortugueseSpanish

TECNOLOGIA – RECUO E PRECISÃO

Dois fenômenos que andam juntos no tiro são o recua da arma e a sua precisão. Encontrar o ponto de equilíbrio para obter os melhores resultados é um trabalho árduo, que demanda conhecimento e muitos testes.

Segundo conclusões do nosso departamento de engenharia e desenvolvimento, o recuo das armas de mola e pistão, que torna mais difícil o seu controle e consequentemente a acuidade, resulta da taxa de rigidez, no caso de mola helicoidal e da curva de pressão, no caso das molas a gás (Gas Ram).

GAS RAM

Quanto ao gas ram, a curva de pressão determina o esforço para engatilhar a arma, a energia gerada e o recuo e o ponto crucial para obter o melhor desempenho da arma é determinar antes a sua aplicação, se para tiros a longo alcance, onde a energia mais alta é necessária ou para tiros a alcances médios, onde o atirador prioriza a precisão, com menos energia.

A curva de pressão define o tipo de uso da arma, então, uma curva de pressão mais acentuada resulta em mais energia e uma curva de pressão mais plana resulta em menos recuo, mas também com menos energia e maior esforço para engatilhar.

Como exemplo, uma carabina com Gas Ram de 40 kgf que gera 10 Joules apresenta menos recuo do que uma carabina com Gas Ram de 35 kgf que também gera 10 Joules. Isso ocorre porque para gerar a mesma energia de 10 Joules, o Gas Ram de 40 kgf apresenta curva de pressão mais plana.

No entanto, quando o objetivo é gerar mais energia, a curva de pressão precisa ser mais acentuada, assim, é possível fabricar um Gas Ram de 40 kgf que gere 14 ou 16 Joules, por exemplo, mas ele terá recuo maior do que o Gas Ram de 40 kgf que gera apenas 10 Joules. Portanto, a conclusão é que o recuo é resultado da maior energia gerada pela arma. Nesses casos, temos armas no sistema de compressão rápida e compressão lenta, classificadas também como sopro (blowpipe) e expansão rápida (popgun).

MOLA HELICOIDAL

Esses fenômenos ocorrem da mesma forma nas armas de pressão equipadas com mola helicoidal. A diferença é que nesse caso, o comportamento da arma depende da taxa de rigidez da mola, que não deve ser confundida com o módulo de elasticidade, por se tratar de fatores diferentes.

Então, no caso de mola helicoidal, a taxa de rigidez mais alta causa compressão também mais rápida e assim o recuo é maior, enquanto que a taxa de rigidez mais baixa resulta em menos recuo da arma.

Por isso, é preciso aplicar os conhecimentos adequados de engenharia para projetar e fabricar molas helicoidais que atendam às diferentes condições de uso da arma, pois, como já dissemos, armas para tiros a longo alcance onde a energia é a prioridade, atuam diferente de armas pra tiro ao alvo a alcances curtos ou médios, onde se espera o mínimo de recuo.

Contudo, para armas de alta potência, o esforço para engatilhar não pode ser muito grande, por isso, a melhor maneira é admitir certo recuo com curva de pressão ou taxa de rigidez mais altas, porém, com mais facilidade para engatilhar a arma.

Na QuickShot somos capazes de desenvolver o sistema de Gas Ram ou Mola Helicoidal que melhor se adequa às condições de tiro que cada atirador busca.